sexta-feira, 31 de julho de 2015

Os 10 melhores sites da Região dos Lagos em 31/julho/2015, segundo o Alexa

Neste mês houve apenas uma alteração no ranking: o blog do Rafael Peçanha trocou de posição com o blog do Repórter Eduander Silva, passando da 9ª para a 10ª colocação. Todos os outros blogs e sites melhoraram suas posições no ranking brasileiro mantendo as mesmas colocações na região.   

1º) - IPBUZIOS - 4.788º

2º) - PORTAL RC24H - 6.922º

3º) - JORNAL FOLHA DE BÚZIOS - 8.279º

4º) - REDAÇÃO FINAL BÚZIOS - 11.740º

5º) - BÚZIOS EM PAUTA - 12.201º

6º) - HISTÓRIA, MÚSICA E SOCIEDADE - 12.524º

7º) - JORNAL DO TOTONHO - 14.778º

8º) - CIDADANIA E SOCIALISMO - 17.896º

9º) - REPÓRTER EDUANDER SILVA - 19.441º

10º) - BLOG DO RAFAEL PEÇANHA - 22.960º       

Vejam posição e links dos sites na coluna lateral do blog.


Meu Comentário:

Surpreendentemente 4 blogs de Búzios ocupam as cinco primeiras posições do ranking. Como isso pode acontecer se a população de Búzios é sete vezes menor que a de Cabo Frio? Acredito que isso se deve ao fato de termos a população mais politizada e participativa da Região dos Lagos, pois os blogs relacionados têm conteúdo predominantemente político.    


quarta-feira, 29 de julho de 2015

A CPI da Saúde de 2006 não deu em nada

Em entrevista concedida ao jornal Primeira Hora o pré-candidato a Prefeito de Búzios Alexandre Martins garantiu que a CPI da Saúde que presidiu em 2006 foi a "única CPI que deu certo na cidade" porque nenhuma outra "culminou com a queda de um secretário em todo o histórico do Legislativo" de Búzios. Acontece que pesquisando os arquivos dos jornais da época, como ele próprio recomendou na entrevista, verificamos que sua afirmativa não corresponde à realidade. Dr. Taylor Júnior, secretário de Saúde, caiu no dia 2 de junho de 2006, semanas antes da CPI da Saúde ser constituída. Ele teria caído, segundo apurei com um vereador que participou da mesma legislatura, por causa da pressão de um outro vereador, muito contrariado com os problemas enfrentados por sua esposa grávida no hospital.

Mas, voltando aos fatos, uma pequena retrospectiva revela que Dr. Taylor caiu mesmo antes da CPI ser constituída.  

Na edição do dia 2/6/2006, o jornal Primeira Hora noticiava que o médico Dr André Granado será o próximo secretário municipal de Saúde, substituindo Taylor Júnior (ver: "Muda Búzios muda Secretário de Saúde").

No dia 6, Ruy Borba, utilizando o pseudônimo de Tiago Ferreira, afirma que "há cheiro de 'negociatas' no ar. Pode não ser. É missão da CPI ir atrás". Portanto, a CPI a ser constituída, deverá medir a extensão da 'infecção' espalhada na Saúde de búzios". No dia seguinte (7), o jornal noticia que Dr. André toma posse. 

No dia 14, o próprio vereador Alexandre Martins, no Programa PH no Ar, da rádio 1530, garantia que ele "será o relator ou o presidente da CPI, com a declaração do voto do vereador Genilson Drummond de que votaria nele". O que comprova que nessa data, duas semanas depois da demissão do Dr. Taylor, a CPI não estava constituída. muito menos começara seus trabalhos (Ver "aqui").

Encerrada no dia 29/11/2006, depois de ter obtido prorrogação de 60 dias, a CPI da Saúde, constituída pelos vereadores Alexandre Martins (Presidente), Uriel (Relator) e Genilson (Membro), "investigou":
1) - a contratação irregular de funcionários
2) - a compra e distribuição de medicamentos
3) - o destino e uso de R$ 5.528.000,00, envolvendo associação de moradores.

Foram convocados a prestar depoimentos à CPI os funcionários:
1) - enfermeira Vanessa
2) - senhora Albinéia
3) - o médico Herbert

Para o seu Presidente, o motivo para a criação da CPI foi " a situação precária da Saúde Pública em Búzios, em especial, o funcionamento do Hospital".

No dia de encerramento da CPI da Saúde (29/11/2006), em que o relatório dos trabalhos da Comissão deveria ser apresentado, o relator vereador Uriel nem mesmo compareceu à sessão. Como a CPI concluiu seus trabalhos sem apresentar o relatório final, que deveria ter sido aprovado por seus membros (registre-se que dois membros- Uriel e Genilson- eram governistas), o Presidente vereador Alexandre Martins resolveu ler um relatório pessoal sobre o que foi "apurado" ( ver "aqui"). Na verdade, a matéria do jornal Primeira Hora revela que não se pode dizer que houve uma apuração propriamente dita, pois tudo ficou muito vago. Vejamos.

Sobre a questão da "contratação irregular de funcionários" (item 1 da apuração) apurou-se que 154 enfermeiras teriam sido contratadas irregularmente, sem qualquer vínculo, para trabalhar no hospital, mas não se descobriu como elas teriam sido pagas, se com recursos oriundos de horas extras dos médicos, que em alguns casos pareciam muito elevadas, ou com dinheiro vivo recebido das mãos do prefeito pela senhora Albinéia para pagar pessoal no Posto de Saúde da Rasa, como ela contou em sua oitiva. 

Quanto à questão da "compra e distribuição de medicamentos" (item 2 da apuração) o relatório do presidente não pode esclarecer muita coisa sobre a regularidade nas compras de remédios "porque o responsável pelo almoxarifado estava afastado do cargo por motivo de doença e o seu substituto por motivos desconhecidos também fora afastado". Não se pode também "levantar com mais propriedade" se houve "indícios de superfaturamento na compra de medicamentos, especialmente na aquisição de cefalexina" e verificar se as "empresas fornecedoras" existiam de fato.   

Quanto à questão das associações de moradores (item 3 da apuração), Alexandre Martins "ratificou notícia veiculada no PH de que as entidades não receberam o que deveriam receber, mas que ainda têm à frente obrigações oriundas dos convênios com a Saúde". Consta no BO 89 que 5,5 milhões de reais teriam sido repassados às associações de moradores no período de 1/1/2005 a 12/02/2006, mas que apenas 3,039 milhões teriam chegado aos seus destinos. A CPI não conseguiu apurar o que aconteceu com os 2,488 milhões de reais restantes. 

Conclusão: a CPI acabou em pizza. Não teve relatório, e mesmo o relatório "alternativo" (pessoal) do Presidente não tem nada de conclusivo. Nenhuma cópia foi deixada na Câmara ou foi enviada para os órgão de controle, tais como MPE-RJ e TCE-RJ. Cópia que também deveria ter sido enviada para o MPF, pois muitas das dotações da Saúde são oriundas de recursos federais.
    

terça-feira, 28 de julho de 2015

Buzinildo, o candidato

Buzinildo, o candidato


Meu comentário:

Fazendo as contas: 100 cabos eleitorais a R$ 1.000,00 por cabeça dá R$ 100.000,00 por mês. Em três meses, dá R$ 300.000,00. Mais gasto com boca de urna no dia da eleição: 100 cabos eleitorais arranjando 10 bocas de urnas dá 1.000 bocas. Como cada boca custa R$ 100,00 dá mais R$ 100.000,00. Total a ser gasto pra ter 500 votos, considerando uma taxa de traição de 50%: R$ 400.000,00.  

Um vereador ganha hoje oficialmente uns R$ 7.000,00 por mês. O que dá R$ 84.000,00 por ano. Durante os quatro anos de mandato: R$ 336.000,00. Logo Buzinildo tomará um prejú de R$ 64.000,00 com a sua campanha eleitoral. Mesmo assim ele garante que não vai se corromper.

Comentários no Facebook:

  • Eliane Teixeira Talvez nem tto prejuízo assim, ou nenhum. Se levarmos em conta sua 'caderneta de poupança' para este fim, as doações voluntárias tto física qto jurídica de ordem individual ou através dos partidos...E, dependendo do potencial do Buzinildo, esta 'matemática' fica irrisória.


segunda-feira, 27 de julho de 2015

Propaganda escancarada do governo no Boletim Oficial

O último Boletim Oficial (BO) traz duas páginas com propaganda de obras do governo André. Nas páginas 11 e 12 do BO nº 708, distribuído no dia 23 de julho de 2015, foram publicadas fotos das obras do Centro Vocacional Tecnológico (CVT) na Rasa, do Complexo Esportivo de Cem Braças, da Unidade Básica de Saúde (UBS) da Brava, da Praça do INEFI, da Praça do Skate e da UBS da Vila Verde. Todas as fotos trazem uma espécie de carimbo, em formato diminuto, com a inscrição do slogan do governo: "CUIDANDO DE NOSSA GENTE". Parece que a campanha eleitoral já começou para o governo. Falta apenas a Justiça eleitoral saber disso.

Página 10, BO 708
Página 11, BO 708
     

domingo, 26 de julho de 2015

Cachorros de rua de Búzios 1

Hoje (26), domingo, em frente ao posto  policial da PM, perto do Cruzeiro, esperando o ônibus da 1001 pra ir pro Rio,  fiquei impressionado com o número de cachorros abandonados circulando pelo bairro da Rasa. Em uma cidade turística isso é inadmissível. Chega a dar dó ver animais esqueléticos, famintos, doentes, se coçando sem parar, desviando perigosamente dos carros. Muitos deles já com sequelas de acidentes de trânsito. Tudo isso em uma cidade governada por um médico que prometeu na campanha não só construir um canil público municipal mas também um pequeno hospital veterinário. Até hoje a Associação Protetora dos Animais de Búzios não recebeu um tostão de subvenção apesar de, nos últimos três anos, haver dotação orçamentária para ela, aprovada em Audiências Públicas promovidas pela Comissão de Orlamento da Câmara de Vereadores. Bem que os sete vereadores da base parlamentar do Doutor poderiam fazer uma pressão para que o dinheiro saia. A causa é justa. Grande parte desses recursos destinar-se-ão a castração de animais de rua, campanha que a Associação encabeça há muitos anos.

Cachorros de rua 1

Cachorros de rua 2

Cachorros de rua 3

Cachorros de rua 4

Cachorros de rua 5

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Buzinildo 5

Buzinildo 5


Observação: postagem inspirada a partir da leitura de texto de autoria do companheiro Claudio Leitão do PSOL de Cabo Frio ("Blog Cidadania e Socialismo").


quinta-feira, 23 de julho de 2015

Para acompanhar o processo de lavagem de dinheiro na Justiça Federal - parte 2

Na passagem do processo de lavagem de dinheiro em que são réus o senhor Ruy Borba/outros da 2ª Vara de Búzios para a Justiça Federal o nome de um dos réus desapareceu. Vejam abaixo: 

No processo nº 0001273-47.2015.8.19.0078, da 2ª Vara de Búzios, constavam 6 réus, a saber:

Réu        RUY FERREIRA BORBA FILHO
Réu        KAUÊ ALESSI TORRES
Réu        EDUARDO RENZULLO BORGETH TEIXEIRA
Réu        LUIS ALBERTO PACHECO PRATES BORBA
Réu        ANA PAULA PACHECO PRATES BORBA
Réu        SERGIO FERNANDO TRINDADE DUTRA

Fonte: "TJ-RJ"


No processo nº 0507009-59.2015.4.02.5101, da 07ª Vara Federal Criminal da Justiça Federal do Rio de Janeiro constam 5 nomes:

REU RUY FERREIRA BORBA FILHO
REU KAUE ALESSI TORRES
REU EDUARDO RENZULLO BORGETH TEIXEIRA
REU LUIS ALBERTO PACHECO PRATES BORBA
REU SERGIO FERNANDO TRINDADE DUTRA

Fonte: "JF-RJ"

Fica a pergunta: qual a razão para que o nome da ré ANA PAULA PACHECO PRATES BORBA não aparecer no processo da Justiça Federal? Erro de digitação? Ou o nome dela foi incluído erroneamente no processo de Búzios?

Por falar no processo, vejam os últimos movimentos:

22/07/2015 15:46             Juntada
15/07/2015 16:15             Conclusão para Decisão
08/07/2015 14:50             Movimentação Cartorária tipo Aguardando atendimento
08/07/2015 14:49             Juntada
08/07/2015 13:13             Devolução de Remessa
16/06/2015 18:31             Remessa, Carga Para Ministério Público - Criminal por motivo de Ciência
16/06/2015 18:30             Intimação de Despacho  - Registro no Sistema
16/06/2015 17:15             Conclusão para Despacho  -  de Expediente
15/06/2015 11:09             Remessa Interna-07ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro

15/06/2015 11:08             Distribuição-Sorteio Automático

HÁ CINCO ANOS NO BLOG - 23 de julho de 2010
“As terceirizações em Búzios 1 e 2 - coleta de lixo e administração do cemitério”
Ver em: http://adf.ly/1LGWB1


quarta-feira, 22 de julho de 2015

MPRJ expede recomendação para reduzir superlotação no depósito de Cabo Frio

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, por meio da 2ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva, expediu recomendação* ao Município de Cabo Frio para que promova adequações no depósito público, localizado no bairro Jardim Caiçara, com o objetivo de melhorar o atendimento aos donos de veículos apreendidos e de solucionar o problema de superlotação do espaço.
Uma das medidas que deverá ser adotada é a formalização de um inventário dos veículos e de sucatas, além da realização de leilão dos bens, segundo o previsto no Código de Trânsito Brasileiro. O depósito também precisará contar com orientação aos usuários, afixada em local visível, sobre o caminho a ser percorrido para reaver seu bem, informados os endereços das repartições a serem procuradas, os documentos que devem ser apresentados, o valor de taxas e diárias, bem como o prazo máximo de permanência do bem no local, antes de ser levado a leilão.


O MP recomendou ainda que o espaço seja adequado para receber pessoas com dificuldade de locomoção e que os servidores recebam orientação para respeitar a prioridade de atendimento.



No último dia 15/07, a promotora que subscreveu a recomendação, Marcela do Amaral, fez uma vistoria no depósito e constatou que as instalações estavam lotadas de veículos, que, em sua maioria, são identificados de forma precária e em estado de sucata, facilitando a proliferação de doenças. Consequentemente, o Município fica impedido de combater as infrações devido à falta de espaço para alocar os novos veículos apreendidos.

*Recomendação é uma medida jurídica extrajudicial prevista na Lei da Ação Civil Pública e tem como objetivo resolver problemas que afetem direitos coletivos, sem a necessidade de se acionar a Justiça.


Meu comentário:

O que os alairistas de Búzios- que vivem reclamando do depósito em Búzios- vão falar agora. Coerência é isso aí!

terça-feira, 21 de julho de 2015

Um pré-candidato insípido, inodoro e incolor

Alexandre Martins, foto comunicabuzios
O terceiro prefeitável a conceder entrevista ao jornal Primeira Hora (18/07/2015) foi o candidato da pequena especulação imobiliária de Búzios. O bom mocismo no qual enredou-se (homem “que cumpre com a palavra”; “que fala sempre a verdade”; “sempre atendendo a todos com respeito e carinho”) durante a entrevista, o levou a uma afirmação delirante de que apenas resolveu se apresentar como pré-candidato a Prefeito de Búzios atendendo a um “CHAMADO”. Não se sabe de quem, mas o pré-candidato garante que alguém o chamou para a empreitada. Muito provavelmente foi chamado por um representante da pequena especulação imobiliária construtora dos feios pombais do canto direito de Geribá.
  
A impressão que se tem ao ler toda a entrevista é que estamos diante de um pré-candidato insípido, inodoro e incolor. 

Como quase todos os políticos da cidade, Alexandre Martins também é um político cartorial- aquele que só dá as caras durante o processo eleitoral. A cidade pode pegar fogo, uma CPI pode apurar que o prefeito fraudou 20 licitações com um rombo estimado de mais de 60 milhões de reais, que o insípido e inodoro político não move uma palha, não abre o bico e não escreve uma linha sequer protestando contra os malfeitos cometidos. Como de costume, os tolerantes políticos tradicionais  da cidade deixam o Prefeito à vontade para fazer o que bem quiser- inclusive malfeitos-, para que depois, quando o quadro mudar- com a situação passando a oposição- também não serem importunados fazendo os mesmos malfeitos. Como se fosse possível aceitar a desculpa da tese da unidade: “passada as eleições, devemos ‘zerar’ as diferenças e nos unirmos todos pelo bem da Cidade”. “Bem comum” de quem cara pálida? Do povo é que não é.

O outrora cidadão tolerante com os malfeitos, agora, como pré-candidato, avalia a gestão André como “ruim” e o grupo que o apoia como “muito ruim”. Quer que acreditemos que o cidadão Alexandre Martins não fez e não faz “críticas mais contundentes ao governo atual porque não tem mandato e um veículo de comunicação para expressar o que pensa”

Da mesma forma, o cidadão Alexandre Martins, com mandato de vice-prefeito, também nada fez em relação aos malfeitos do governo do qual participou, apesar de afirmar que faz política de modo diferente de Mirinho. Neste caso, nada fala a respeito do grupo que o apoiava. Por sinal, também “muito ruim”, como o que apoia o governo André. A nova desculpa para a tolerância com os malfeitos é o "respeito à hierarquia", afinal de contas, segundo Alexandre, "quem manda é o Prefeito". 

Apesar de menos embotado pelo moralismo maniqueísta do que Mirinho, Alexandre Martins, do mesmo modo que ele, não consegue enxergar as mudanças que se fazem necessárias na realidade socioeconômica buziana. Os modelos de gestão política-administrativa, clientelista e patrimonialista, adotados pelos últimos governos, que estão levando o município a um beco sem saída, inclusive pelo governo do qual participou como vice-prefeito, precisam urgentemente ser mudados, para que sobrem recursos suficientes para a solução dos problemas estruturais da cidade. Portanto a crise é de gestão e não 'moral", como apregoam, Mirinho e Alexandre. "É essa mudança que a gente precisa. Mudança de caráter, mudança de postura.  A nossa crise (da cidade) é moral”.

Quanto às propostas, quase nada é apresentado. O candidato chega a manifestar receio de descrevê-las, supondo que o atual prefeito ou outro candidato pudessem usá-las. Descentralizar a oferta de serviços públicos levando a Secretaria de Promoção Social para a periferia ou  a construção de uma subprefeitura na Rasa não é novidade para ninguém. A única novidade apresentada é quanto a criação de um dispositivo anticorrupção. “Toda empresa séria faz auditoria em suas contas e suas operações. Porque os municípios não fazem auditorias para fiscalizar os órgãos internos da administração?”. Falta deixar claro  que a auditoria precisa ser externa e independente. Caso contrário, não passa de engodo. 

Em relação aos contratos de aluguéis que o seu pai tem com a Prefeitura, Alexandre Martins alega que eles não fazem diferença alguma na carteira de clientes que ele possui (Ampla, Banco real, Santa Rosa, etc). “Respeito meu pai, mas se tiver que tirar contratos de quem quer que seja para melhor administrar minha cidade, assim farei”. Alexandre esquece que, caso se torne Prefeito, esses contratos terão que necessariamente ser rescindidos. Não há outra saída.

Para finalizar, a CPI da Saúde. De forma alguma posso concordar com a afirmação do pré-candidato de que ela foi a única CPI que deu certo na Cidade. Ela não tem termos de comparação com a CPI do BO, para mim a única CPI pra valer que a Cidade teve. Até mesmo a CPI do Parafuso, que chegou mais perto da CPI do BO em termos de resultados,  não funcionou a contento, porque seus membros, por desconhecimento, acreditavam que o relatório final teria que ser aprovado em plenário. Como estudioso das CPIs ocorridas no município, até hoje não encontrei o relatório final da CPI da Saúde. Se o pré-candidato Alexandre Martins diz que fez um relatório a  parte onde relaciona “os desmandos na Saúde daquela época” e o apresentou à Câmara, por que então esse documento não está nos arquivos da Casa Legislativa? Gostaria muito que o pré-candidato me fornecesse uma cópia para ser publicada no blog. Se o relatório também foi enviado ao MP, não deve ser difícil obtê-la. Essa é a única forma de podermos afirmar, com certeza, que a CPI da Saúde não foi “engavetada”, que “não houve maracutaia” e que ela não foi “vendida”. Como todas as outras, por sinal. 


Comentários no Facebook:



  • West Lynx ESTÁ DE PARABÉNS O Sr LUIZ....

    REALMENTE Alexandre Martins É INSIPIDO, INODORO E INCOLOR, POIS NÃO FEDE, NÃO ESTÁ AMARRADO A NENHUMA COR PARTIDÁRIA E É INCOLOR (TRANSPARENTE) 

    A SUA PREOCUPAÇÃO (E DOS DEMAIS) É O FATO DE NÃO SER O ALEXANDRE UM BARRAQUEIRO, QUE PERSEGUE OUTROS POLITICOS, NÃO DISSEMINA FOFOCA NEM MENTIRAS E ESTÁ MUITO MAIS PREOCUPADO EM SE FOCAR NO PROJETO DE UMA CIDADE DO QUE NA VIDA ERRADA QUE MUITOS ESCOLHERAM....

    PARABENIZO-O TAMBÉM POR SER UMA PESSOA QUE SABE GUARDAR SEGREDOS, POIS NA QUANDO ESTEVE REUNIDO NO ESCRITORIO DE ALEXANDRE (INCLUSIVE PLEITEANDO UMA SECRETARIA) TOMOU CONHECIMENTO DE ALGUNS DE NOSSOS PROJETOS E MESMO ASSIM EM SEU BLOG NÃO CITOU NENHUM DELES. AGRADECEMOS POR ISSO.

    RELEMBRO AOS CIDADÃOS QUE VIVEM EM BUZIOS QUE NOSSA CIDADE NÃO PERMITE MAIS TANTO DESCASO E SOFRIMENTO, PORTANTO CONVOCO A TODOS PARA QUE NÃO FAÇAM MAIS "EXPERIMENTOS ELEITORAIS" PENSEM EM QUEM TEM NOME E FICHA LIMPA.
    Curtir · Responder · 6 · 5 h
    • Luiz Carlos Gomes Pôxa West Lynx, "pleiteando secretaria"? Esse discurso pra "queimar" os adversários é muito manjado. Mirinho já o usou muito contra mim. Nunca deu certo. Será que terei que gravar as próximas reuniões com os políticos da cidade? Se o pré-candidato Alexandre Martins não for mesmo mentiroso como diz na entrevista, ele deveria vir a público desmenti-lo. Caso contrário, o considerarei como tal. Participei da reunião como convidado. Assim como participei de outras reuniões com outros pré-candidatos. Nessas reuniões todos falam em mudança. Também luto por ela, mas por uma mudança verdadeira, onde quem já participou ou foi base de apoio parlamentar de qualquer desgoverno em Búzios não teria vez.  
    • Curtir · 1 h
    • West Lynx pôxa, Luiz Carlos Gomes não precisa gravar.... eu já me encarreguei de fazer isso... (ou acha que eu sou tão neófito assim ???)

      Deixa eu transcrever aqui para você seu comentário-indireta:


      "POXA, EU SOU APOSENTADO... E CONFESSO QUE REALMENTE NÃO TEM QUE HAVER CORRUPÇÃO, POIS, GANHANDO O QUE GANHO, E MAIS SETE MIL REAIS (QUE FOI COMENTADO COMO SENDO UM SALARIO PARA UM SECRETÁRIO) EU SERIA UM HOMEM RICO!! " 

      Se isso não foi uma cantada para tal, então me perdoe minha interpretação equivocada... (rs)

      Eu até poderia convocar uma testemunha, que poderia ser - por uma questão de justiça - a pessoa que lhe acompanhava, mas tenho certeza que, infelizmente, ela não vai poder corroborar neste caso dada as condições do momento, não acha ???

      E, que bom que voce só "achou" mentiroso o comentário sobre a secretaria.... o que deixa bem claro que todas as demais coisas foram a mais absoluta verdade (tal como esta sua cantada).

      Tenho dito !!!
      Curtir · 1 h
    • Luiz Carlos Gomes West, nesta sequência terei que abrir o conteúdo do papo com o Alexandre. Foi ele que me ofereceu uma secretaria, uma espécie de controladoria anticorrupção, pelo trabalho análogo que faço no blog. Foi então que fiz um comentário do tipo que você expôs. Mas se tivesse aceito- e realmente interessado pela secretaria- estaria participando da campanha dele. É óbvio. Lembra: você ficou me cobrando uma resposta. E depois de um certo tempo eu lhe respondi que não iria participar da campanha do teu candidato. Isso eu tenho gravado no meu WHATSAPP.
      Curtir · 1 h
    • West Lynx Sr. Luiz, então o senhor definitivamente se equivocou.... o senhor foi convidado sim a participar do nosso projeto , mas isso NÃO É UMA SECRETARIA.... 

      Que bom, esclarecemos o assunto !!!


      EM TEMPO: TODA NOSSA CONVERSA ESTÁ GRAVADA EM MINHA MEMÓRIA E DOS DEMAIS PRESENTES. FICOU BEM CLARO ISSO AGORA QUE FOI ESCLARECIDO TODO O ENREDO EM TORNO DA SECRETARIA !!!!
    • West Lynx AH, E PARA OS DESAVISADOS, A CAMPANHA NÃO COMEÇOU.... E EU FALO POR MIM DAQUILO QUE VI E VIVI.
    • Luiz Carlos Gomes Sr. West, não há equívoco algum de minha parte. Quando me foi oferecida a secretaria anticorrupção o senhor não estava presente. Eramos eu e o pré-candidato apenas. Volto ao ponto para deixar bem claro que não "cantei" ninguém, porque não se canta pessoa oferecida.
       
  • Jorge Buzios O enredo todo ano é mesmo. Os maus políticos tentam derrubar a boa mídia e dar credibilidade a um dos dois jornais da cidade, sendo um da situação e outro não. Caro Luiz Carlos Gomes sou seu fã, e pelo ABSURDO Q gravaram VC não falou nada mais, cuidado com as pessoas Q VC confia!!!
    Curtir · Responder · 2 h
    • Luiz Carlos Gomes Obrigado Jorge. É este reconhecimento que nos estimula a continuar publicando o blog.
  • Jorge Buzios A campanha do Alexandre Martins já começou nesse nível de baixaria!!!!
    Parabéns!!!!!
  

Blogdigger

Cool Social

DMOZ

NETWORKEDBLOGS

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Plazoo